PERSONA

JOSÉ PIRES DE CAMARGO

 

" Sempre fica um pouco de perfume em mãos que oferecem rosas".

José Pires de Camargo nasceu em Atibaia, no dia 23 de fevereiro de 1917. Descendente de tradicional família atibaiana, era filho do Capitão Florêncio Pires de Camargo (Nhô Flô) e Joanna Baptista de Campos Pires de Camargo.

Nhô Flô e dona Joaninha Pires

Abandonou, no terceiro ano o curso de Odontologia da Universidade de São Paulo para dedicar-se a agropecuária na fazenda de sua família e participar da vida política e social de Atibaia. Tudo que aprendeu nessa fazenda, no bairro do Rio Abaixo, foi-lhe útil quando passou a representar os interesses dos agricultores da região.

Foi sócio-proprietário, juntamente com Rubens Rossi, de empresas comerciais em Atibaia, como a Padaria Ferraz, na Praça Guilherme Gonçalves e do Posto de Gasolina Gulf, além de avaliador do Banespa.

Realizou importantes feitos em prol da região de Atibaia:

  • administrador da Santa Casa de Misericórdia em 1945;

  • vereador da Câmara Municipal de Atibaia, pela antiga UDN, entre 23 de janeiro de 1948 a 30 de dezembro de1951;

  • diretor presidente do lar Dona Mariquinha Amaral e membro do conselho deliberativo dessa mesma entidade, a qual se dedicou em todo decorrer de sua vida;

  • um dos fundadores da Associação Rural de Atibaia (ARA) em 18 de maio de 1947 sob a presidência do prefeito Oswaldo Urioste;

  • participou da Comissão Fiscal da ARA  entre 1955 e 1957, ocupando os cargos de diretor no período de 1959 a 1961 e presidente entre 1963 e 1965. Foi presidente da entidade e por erro burocrático, reeleito em 13 de abril de 1978, dias após a sua morte.

  • transformou a ARA no Sindicato Rural Patronal de 1º grau representativo da agricultura pecuária e extrativismo rural do município de Atibaia;

  • por sua iniciativa foi realizada em 1968 (ao lado do presidente da associação Toraki Yano) a primeira Feira Agrícola, embrionária da Festa das Flores e dos Morangos, promovendo a agricultura local. Seus esforços transformaram a região de Atibaia uma das maiores produtoras de flores e frutos do Brasil;

  • foi presidente da Companhia Telefônica de Atibaia entre 1958 e 1973, e colocou à disposição dos usuários uma moderna linha de telefones automáticos, implantando com pioneirismo, linhas de telefonia rural;

  • foi Conselheiro Representante, vogal e delegado na federação da Agricultura do Estado de São Paulo ( FAESP).

  • foi presidente do Clube Recreativo Atibaiano, de 1976 a 1978

Casou-se com Norma Santos, na Igreja Santo Antônio do Embaré em maio de 1943, de importante família santista, com quem teve sete filhos :

          ● Carlos Roberto (22/12/1945),

● Paulo Eduardo (20/02/1948 -17/09/1948),

● Thais Helena (19/08/1950),

● José Carlos (11/02/1953),

● Carlos Eduardo (19/07/1954),

● Belkiss Helena (16/12/1959)

● Ivan Carlos (01/05/1961).

  José Pires, Norma e filhos

Faleceu em 05 de abril de 1978, com 61 anos de idade, deixando muita saudade em todos que o conheciam.

Está sepultado no Cemitério Municipal São João Baptista, em sua querida Atibaia.

Há uma rua em sua homenagem ( Rua José Pires de Camargo), localizada no Jardim Terceiro Centenário.

       

José Pires de Camargo – 07/12/1935

 
 
NA MÍDIA
   Notícias do dia
   Banco de Notícias
 
 
Newsletter
Cadastre-se
    Email:

DESTAQUES
 
Imóveis
Oportunidades para locação
   
Casarão no centro para qualquer tipo de negócio

Veja mais informaçães

 
Tecnologia
Baixe nosso app no seu celular e acesse as informações da cidade
 
Jornais
 
Clique aqui para acessar as versões digitais do Jornal Atibaia Mania
 
Especiais
 
Confira matérias exclusivas do Atibaia Mania
 
 
 
 
Desenvolvido para visualização em resolução mínima de 1024x768.