PERSONA

Major Juvenal Alvim

“A vida é uma lâmpada acesa; vidro e fogo. Vidro, que com um assopro se faz; fogo, que com um assopro se apaga”. 

(Padre Antônio Vieira) 

Juvenal Alvim de Campos Bueno nasceu em Atibaia no ano de 1866, perpetuando-se na história do município como um dos maiores estadistas e grande empreendedor, sendo chamado e conhecido por todos como Major Alvim.

Era filho do Coronel José Alvim de Campos Bueno, o nhô Bim, (descendente e 6º neto direto do fundador do burgo Jerônimo de Camargo) e de Gertrudes Maria de Campos.

Casou-se em 19 de abril de 1890 com Gertrudes Pires da Silveira nascida em 1878 e falecida em 1939, chamada carinhosamente por todos de nhá Tudica. Após o casamento passou a ser conhecida por Gertrudes Pires de Camargo Alvim.

 

Era ela filha do Coronel João Pires de Camargo, nascido em 1828 e falecido em 1909, (este filho de Francisco Pires de Camargo e Maria Jacinta da Silveira) e Maria Joaquina Conceição, (esta nascida em 1841, filha única de Ana Luiza Cintra, (família Araújo-Cintra), e de Joaquim Alves do Amaral, o velho, e de Ana Franco da Silveira).

 

O Major e nhá Tudica tiveram nove filhos:

1-Benedita Alvim, casada com Otavio Passos. 

2-Ernestina Alvim, casada com Horácio Netto.

3-Joviano Alvim, casado com Dinah Azevedo Alvim.

4-Maria Gertrudes Alvim, casada com Clóvis Soares.

5-José Pires Alvim, casado com Rita Lourdes Cardoso de Almeida Alvim.

6-Ana Alvim, casada com Paulo Leite de Freitas.

7-Lucila Alvim, faleceu solteira.

8-Veridiana Alvim, casada com Ataliba de Freitas.

9-Lazara Alvim, casada com Hermógenes de Souza.  

 

 

Veja uma foto dos filhos do Major Juvenal Alvim (já mais velhos)

 

Em sua homenagem, um município do Estado de São Paulo recebeu o nome de Alvinlândia.

Alvinlândia

Assumiu, aos vinte e sete anos de idade a chefia do Partido Republicano de Atibaia, em agosto de 1913, após o falecimento de seu irmão José Francisco de Campos Bueno, o Zé Bim.

 

Foi um dos mais brilhantes estadistas a liderar a política atibaiana em todos os tempos.

 

Espírito empreendedor e dinâmico dotou o município de inúmeras benfeitorias, em todos os setores. Desde a implantação de saneamento básico, fundação de indústrias, de casas de espetáculos a exemplo de teatros e cinema, de escolas públicas, entre outros.

 

Liderou as construções da Usina Hidroelétrica (até hoje existente), e da antiga estrada de rodagem SP-8, ligando Atibaia à capital do Estado.

 

Pioneiro no desenvolvimento do turismo em Atibaia construiu, quando presidente da Câmara Municipal, o Hotel Municipal e determinou a instalação do Hotel São João, pela senhora Ramira Carpineli.

Em primeiro de abril de 1892, é nomeado para o Conselho de Intendentes. 

Em 1898 é eleito vereador e toma posse a sete de janeiro de 1899, dando inicio à imensa folha de serviços prestados à sua terra. Não houve melhoramento público que não tivesse a sua valiosa participação, desde o embelezamento da cidade até a remoção do cemitério São João Batista do então Largo do Rosário para onde se encontra hoje.  Foi o 16º presidente da Câmara Municipal, cargo esse que ocupou por três vezes.

Em 1903 logo após o falecimento de seu pai e atendendo ao seu último desejo, liderou o empreendimento e iniciou a construção do Grupo Escolar José Alvim, cuja inauguração ocorreu em 1905.

Em 1905, preocupado com o saneamento básico e em oferecer emprego aos atibaianos, cuidou de construir o primeiro reservatório de água da cidade, localizado em frente à praça Roberto Gomes Pedrosa, onde hoje está instalado o SAAE.

Iniciou, nessa ocasião, a organização de uma indústria têxtil, dando origem à Fábrica de Tecidos São João que empregava, nas quatro primeiras décadas do século passado, a grande maioria de atibaianos.

Essa indústria mantinha em 1945 cerca de novecentos operários, quando a população da cidade era de 4.500 habitantes.  

Em dezembro de 1913 deixa a Presidência da Câmara para não mais ocupar cargo eletivo. Continuou, entretanto, envidando esforços e dedicando-se ao desenvolvimento de sua terra natal, nas áreas culturais, filantrópicas e ao turismo.

Foi um dos muitos que se dedicaram à construção da Santa Casa de Misericórdia, do Abrigo de Menores Lar Dona Mariquinha do Amaral e do Asilo de São Vicente de Paulo, entidades que até hoje prestam relevantes serviços à comunidade atibaiana.

Construiu o Hotel Municipal para atender o incipiente turismo regional, inaugurado em 1926 e, diligenciando junto ao governo de Júlio Prestes, inaugura, em 1927, a rodovia SP-8, ligando Atibaia à Capital.

Inaugura em dez de janeiro de 1926 o Cine Theatro República, privilegiando os atibaianos com moderníssima casa de espetáculos teatrais e cinema.

Em meados dos anos vinte inicia a construção da Usina Hidroelétrica, no bairro da Usina, que atendeu à demanda de energia até o início dos anos sessenta.

Em 1930 fundou um ginásio público em Atibaia, cuja direção entregou ao professor Virgílio Nogueira Chaves. 

Em 1936 inicia o calçamento, em paralelepípedos, das principais ruas da cidade, iniciando-se pelo Largo da Matriz.

Em 9 de fevereiro de 1936 faleceu em Atibaia, terra que tanto amou e se dedicou. Deixou-nos o que há de mais precioso: os exemplos de uma vida virtuosa, marcada predominantemente pela sua visão de grande estadista e empreendedor inigualável.

 

Inauguração da estátua em sua homenagem 

Praça da Matriz.

Veja aqui uma foto dos filhos do Major Juvenal Alvim

Veja matéria publicada no jornal "O Atibaiense" em 1936 sobre o falecimento do Major.    
    Veja matéria publicada no jornal "O Atibaiense" em 1936 sobre o falecimento do Major.

Um esboço biográfico

Logo na entrada da cidade de Atibaia, a avenida de acesso ao centro teve, a partir de 31 de agosto 1936, a denominação atual como homenagem ao grande atibaiano que soube ser Juvenal Alvim.

Casou-se com Gertrudes Pires Alvim (Nhá Tudica) com quem teve 9 filhos.

1892 

Fez parte do Conselho de Intendentes, ou Intendência, até ser eleito suplente de vereador, mas permaneceu afastado até 1898. 

1898 

É eleito vereador e toma posse a 7 de janeiro de 1899. A partir dessa data iniciou sua imensa folha de serviços à sua terra. Não houve melhoramentos públicos que não tivessem a participação do Major Alvim, desde o embelezamento da cidade até a remoção do cemitério São João batista do então Largo do Rosário para onde se encontra hoje. 

1900 

É eleito Intendente. Foi quando propôs que a Câmara Municipal chamasse um engenheiro especializado para fazer a planta da rede de esgoto da cidade. Tratou também do sargeamento da Praça Izabel, hoje José Pires e grande parte da Rua José Alvim. 

1901 

É eleito vereador e passa a presidência da Câmara. 

1903 

Iniciaram-se as obras do grupo escolar e foi, novamente, o Major Juvenal Alvim quem chefiou esse processo de construção. Essa escola foi inaugurada em 1905. 

1905 

Dedicou-se a construir um reservatório de água para abastecer a cidade e à organização de uma companhia que explorasse em Atibaia a industria de tecidos, da qual se originou a Fábrica de Tecidos São João.  

1907 

Dedicou-se ao serviço de luz e ao embelezamento das praças e ruas da cidade. 

1913 

Em dezembro deixa a Presidência da Câmara para não mais ocupar cargo eletivo mas continuou a trabalhar pelo progresso de Atibaia, como a construção da Santa Casa, do Hotel Municipal, do Teatro República, da estrada de rodagem Atibaia/São Paulo que, junto com o Governo Júlio Prestes, foi avante e é inaugurada em 1927. 

1930 

Fundou um ginásio cuja direção entregou ao professor Virgílio Nogueira Chaves. 

1936 

Promoveu o calçamento da cidade que se iniciou pelo trecho defronte a Igreja da Matriz. 

Em 9 de fevereiro de 1936 faleceu em Atibaia, terra a que tanto amou e se dedicou. Deixou-nos o que há de mais precioso: os exemplos de uma vida virtuosa, a lembrança de seus conselhos e a esperança de um dia encontrá-lo na feliz eternidade.

1948 

Em sua homenagem, um município do Estado de São Paulo recebeu o nome de Alvinlândia.

 
NA MÍDIA
   Notícias do dia
   Banco de Notícias
 
 
Newsletter
Cadastre-se
    Email:

DESTAQUES
 
Imóveis
Oportunidades para locação
   
Casarão no centro para qualquer tipo de negócio

Veja mais informaçães

 
Tecnologia
Baixe nosso app no seu celular e acesse as informações da cidade
 
Jornais
 
Clique aqui para acessar as versões digitais do Jornal Atibaia Mania
 
Especiais
 
Confira matérias exclusivas do Atibaia Mania
 
 
 
 
Desenvolvido para visualização em resolução mínima de 1024x768.