PERSONA

 ZILAH BARRETO PACITTI

   

“Suas virtudes jamais perecerão” (José Barreto)

Nascida em Atibaia, em 22 de abril de 1939, Zilah Barreto Pacitti era filha de Oswaldo Barreto e  Ady Lopes Barreto.  Era irmã de Gilberto, José Roberto , Oswaldinho e Beatriz, que morreu em tenra idade.

Cursou o primário no Grupo Escolar José Alvim e o secundário no Colégio Estadual e Escola Normal Major Juvenal Alvim.

Formou-se no Magistério, antigo curso normal em 1956.

Por ser a classificada em primeiro lugar entre os formandos e por determinação da legislação então vigente, foi agraciada pelo Governo do Estado com a chamada “cadeira-prêmio”, ingressando no magistério oficial no ano de 1957.

Lecionou, inicialmente, na Escola Rural do Bairro do Mato Dentro da Cachoeira,  depois no Grupo Escolar do Bairro do Alvinópolis e, finalmente, no Grupo Escolar José Alvim.

Exerceu sua profissão com dedicação, eficiência e amor pelos seus alunos.

O sucesso do seu trabalho deveu-se também à vocação e talento inatos que possuía para a tarefa de educar.

Com o exemplo que recebeu de sua família, atuou com elevado espírito público participando intensamente de eventos sociais e culturais e prestando valorosa colaboração a sociedades beneficentes.

Foi casada com Walter Pacitti, funcionário do Banco do Brasil, com quem teve três filhos: Maria Regina, Maria Beatriz e Renato.

Mais uma vez aproveitando seu dom de educadora, e sendo católica fervorosa, ao lado de seu marido, prestou também colaboração à Paróquia de São João Batista de Atibaia, dirigindo cursos de preparação para o casamento e coordenando o Encontro de Casais com Cristo.

Faleceu prematuramente no dia 7 de junho de 1976, em um acidente de carro na rodovia Fernão Dias, quando dirigia-se à Delegacia de Ensino de Bragança Paulista para tratar de assunto de interesse da Escola José Alvim, da qual era assistente de direção.

Em reconhecimento ao seu zelo profissional e vivência exemplar, o seu nome foi atribuído à Escola Estadual do Bairro do Portão.

E pelo Decreto Municipal n.º 1477/1978, a antiga rua B do Jardim Siriema, na cidade de Atibaia, também se chama Zilah Barreto Pacitti.

 
 
NA MÍDIA
   Notícias do dia
   Banco de Notícias
 
 
Newsletter
Cadastre-se
    Email:

DESTAQUES
 
Imóveis
Oportunidades para locação
   
Casarão no centro para qualquer tipo de negócio

Veja mais informaçães

 
Tecnologia
Baixe nosso app no seu celular e acesse as informações da cidade
 
Jornais
 
Clique aqui para acessar as versões digitais do Jornal Atibaia Mania
 
Especiais
 
Confira matérias exclusivas do Atibaia Mania
 
 
 
 
Desenvolvido para visualização em resolução mínima de 1024x768.