Benedito Calixto

A passagem de Calixto por Atibaia – 1911

 

 

O famoso pintor brasileiro Benedito Calixto chegou em Atibaia em 26 de março de 1911, acompanhado da esposa e da filha Pedrina.

 

A moça sofria de moléstia pulmonar, e vieram em busca do clima serrano da cidade para tentar a cura.

 

Foi nessa ocasião que o cônego Kohly, que era o pároco da Matriz, contratou os serviços do pintor para o altar da Igreja, onde até hoje brilha a linda obra de São João Baptista batizando o Cristo, no altar mor da Matriz.

 

Alguns dias depois, o Major Juvenal Alvim, então presidente da Câmara e abastado cafeicultor, juntamente com Olegário Barreto, rico fazendeiro do município, contrataram os serviços do pintor para que fizesse uma vista da cidade, que seria paga cotizando os cidadãos que quisessem colaborar com o pagamento (a obra, óleo sobre tela, custou 950$000, quase um conto de réis, e está hoje sob a guarda do Museu Municipal João Baptista Conti).

 

 

Em seguida chega à Atibaia Sizenando Calixto, filho do pintor, ficando com a família no Hotel Central.

 

Cerca de um mês depois, estava pronta a vista panorâmica, destinada a ficar numa parede de honra da Câmara Municipal. Neste dia, a obra ficou exposta para visitação pública na Casa de Câmara e Cadeia.

 

Dias mais tarde, é colocado com grande pompa no altar da Igreja de São João Baptista “O Batismo de Jesus”, seguido de missa solene e homenagens ao pintor, feitas pelo povo, autoridades locais, Banda União da Mocidade e pelo advogado Aprígio de Toledo.

 

Calixto agradeceu, dizendo que a filha estava curada e que iria embora, mas jamais deixaria de amar Atibaia e seu povo hospitaleiro.

 

Partiram em maio de 1911, no trem da manhã.

 

A passagem de Calixto por Atibaia foi de grande representatividade para o patrimônio artístico e cultural da cidade.

 

Pequena Biografia

 

Benedito Calixto(1853 – 1927), era natural de Itanhaém. Estudou em Paris, tendo mestres como Rafaelli, Fleury e Lefreve, mas sempre foi fiel às paisagens brasileiras.

 

Sua obra é vasta; em São Paulo pode-se vê-las nas Igrejas da Consolação e Santa Cecília.

 

Fonte: “Atibaia no Século XX”- Renato Zanoni

 
 
NA MÍDIA
   Notícias do dia
   Banco de Notícias
 
 
Newsletter
Cadastre-se
    Email:

DESTAQUES
 
Imóveis
Oportunidades para locação
   
Casarão no centro para qualquer tipo de negócio

Veja mais informaçães

 
Tecnologia
Baixe nosso app no seu celular e acesse as informações da cidade
 
Jornais
 
Clique aqui para acessar as versões digitais do Jornal Atibaia Mania
 
Especiais
 
Confira matérias exclusivas do Atibaia Mania
 
 
 
 
Desenvolvido para visualização em resolução mínima de 1024x768.