PERSONA

Jornal "O Atibaiense" - Renato Zanoni

Ano de 1936

Major Juvenal Alvim

Falecimento, Funerais e homenagens póstumas

"Os funerais do Major Juvenal Alvim constituíram uma verdadeira consagração popular. A população inteira, por todas as suas classes sociais, compareceu ao enterro que foi o maior realizado em Atibaia. E, todos sem discrepância, mesmo os adversários políticos do extinto, prestaram à memória do grande chefe republicano, comovida homenagem.

De São Paulo, Juqueri, Nazaré, Perdões, Bragança, Piracaia, Jarinu e de todos os bairros compareceram pessoas amigas. Às 17 horas era intransitável o trecho da residência da família Alvim, à Rua José Lucas. Subiu o féretro para a Igreja Matriz carregado pelos filhos e parentes do extinto. Após a encomendação fúnebre, organizou-se a custo o cortejo, na ordem:

Corporação Musical 24 de Outubro, membros do Diretório do P.C. local, representações do Clube Recreativo, da Sociedade Italiana, da Ass. Atibaiense de Comércio, do São João Futebol Clube e da Atlética Cetebê, com seus respectivos estandartes em funeral; extensas filas de meninas, srtas. e sras.; irmãs da Santa Casa; Irmandade do Santíssimo Sacramento e o reverendíssimo vigário da paróquia e coroinhas; diretórios políticos do P.R.P. local, de Jarinu, Piracaia, Nazare, Bragança, Juqueri e Perdões, bem como autoridades e elementos do Partido Constitucionalista, desta e daquelas localidades; representações das instituições beneficientes, do Grupo Escolar e da Fábrica São João.

Seguia-se o ataúde com dificuldade para se carregar, tal a aglomeração e empenho do povo; a C. Musical 1o de Março fundada pelo extinto e finalmente grande número de automóveis fechando o cortejo.

Como acima dissemos, foi sem dúvida o maior enterro que aqui se presenciou, não se calculando ao certo o número dos que o acompanharam, deixando de assinar nas listas de presença centenas de pessoas. Todo o trajeto da Rua José Lucas ficou completamente tomado pelo povo.

Durante o percurso foram executadas marchas fúnebres pela Banda 1o de Março e cantado o Misereri, pelo reverendíssimo vigário.

O sepultamento deu-se no Cemitério da Irmandade do Santíssimo, que ficou repleto de gente, sendo que muitos não conseguiram entrar. Via-se gente sobre os muros e por todos os recantos da necrópole.

Sobre o caixão mortuário foi colocada uma fita roxa, com a expressiva dedicatória - Ao grande chefe republicano, Major Juvenal Alvim, as homenagens e a gratidão do povo atibaiano . Após segunda encomendação procedida pelo Padre Campello, fizeram-se ouvir em comoventes discursos, o Sr. Deoclides Freire, que falou em nome da população; o solicitador Manoel de Toledo, em nome do pessoal do Foro e dos auxiliares da firma J. Alvim & Cia.; o professor Licínio Carpinelli, representando a cidade de Nazaré; o Dr. Francisco de Castro Ramos, por Bragança; o Dr. Cesar Vergueiro, pela Comissão Diretora do Partido Republicano Paulista, e o estudante Enéas Chiocchetti, em nome da Sociedade Italiana de Mútuo Socorro.

Findo o último discurso, a Banda 2 de Outubro executou uma marcha fúnebre, dispersando lentamente o povo, sob a mais profunda consternação."

As manifestações de pesar

"Ao ser conhecida a notícia do infausto acontecimento que veio cobrir de luto a nossa terra, a Prefeitura Municipal, o Grupo Escolar e todas as sociedades recreativas e esportivas locais hastearam bandeiras a meio pau, em sinal de pesar, tendo as casas comerciais cerrado suas portas. Além do hasteamento da bandeira, o Grupo Escolar esteve na residência do finado, representado pela seguinte comissão de visita : diretor Washington Luis Ortiz, professores Gabriel Silva, Geraldo Soria Filho, Judith A . Carretta, Ignes N. Manna, Ruth Aguirre, pelas substitutas e efetivas; e o senhor Lupércio Pinheiro, pelo pessoal administrativo. Aos funerais compareceram, incorporados o pessoal do corpo docente e discente. Por 3 dias foram suspensos os hinos escolares.

As sociedades recreativas e esportivas suspenderam por 3 dias as suas atividades.

O teatro República e o Circo Teatro Amelia, da empresa Luis Robattini, suspenderam suas funções anunciadas para domingo.

A . C . D . do Partido Republicano Paulista fez-se representar nos funerais pelo Dr. Cesar Vergueiro, a bancada paulista da oposição e o Legislativo Estadual pelo deputado Dr. José de Almeida Sampaio Sobrinho.

A "Cidade de Bragança" esteve representada pelo Sr. Ramiro Vieira e o "Estado de São Paulo". As Folhas, Diários Associados, Fanfulla, La Fiama e Correio Paulistano, pelos seus agentes de suas cidades.

"O Atibaiense" por seu diretor, associou-se às grandiosas homenagens tributadas à memória do querido chefe, amigo, depositando sobre seu túmulo as flores da nossa imperecível gratidão".

************

E, foi assim o adeus do legendário chefe político de Atibaia; sua falta na liderança política da cidade foi crucial pois as mudanças de regime que viriam antes dos anos quarenta, clamam pela sua astúcia e diplomacia.

Renato Zanoni

 
CINE ATIBAIA

Veja a programação de filmes da semana

Confira a programação

TEMPO

 
RECEBA

Newsletter
Cadastre-se
    Email:
DESTAQUES
   
Tecnologia
Baixe nosso app no seu celular e acesse as informações da cidade
 
Jornais
 
Clique aqui para acessar as versões digitais do Jornal Atibaia Mania
 
Especiais
 
Confira matérias exclusivas do Atibaia Mania
 
 
 
 
Desenvolvido para visualização em resolução mínima de 1024x768.